HISTORIA DO AVAÍ

                       

A história do nosso estimado Avaí teve início em 1923 quando o comerciante Amadeu Horn conheceu um grupo de garotos que costumava jogar bola na Rua Frei Caneca, no bairro Pedra Grande (atual Agronômica), em Florianópolis.

O comerciante, apaixonado por futebol, resolveu realizar o sonho dos meninos e decidiu presenteá-los com um conjunto completo de "ternos" (uniformes). O material continha, além de bola e chuteiras, camisetas listradas em azul e branco, calções e meias azuis. Uma curiosidade que talvez alguns torcedores não saibam é que as cores foram escolhidas em homenagem ao extinto Riachuelo.

Fundação do Avahy Foot-ball Club

Você já pensou algum dia em ir até a Ressacada para gritar “Independência”? Pois saiba que essa cena poderia ser real, como você verá na história a seguir.

No dia 1º de setembro de 1923, em uma reunião na casa do Sr. Amadeu Horn, os jovens atletas decidiram, em conjunto com o comerciante, fundar um clube de futebol. O nome do novo time seria “Independência” e teria como presidente o próprio Sr. Amadeu Horn.
Quando tudo já estava praticamente decidido, o Sr. Arnaldo Pinto de Oliveira chegou à reunião trazendo novas ideias e acabou influenciando os participantes a mudar o nome do time que estava sendo fundado. O argumento do Sr. Arnaldo era que Independência seria um nome complicado para a torcida gritar em apoio ao time. Como estava lendo um livro sobre a história do Brasil, ele propôs o nome Avahy, em referência à Batalha do Avahy.

Neste momento, todos apoiaram a ideia e começaram a gritar Avahy, Avahy, Avahy! E desta maneira, entusiasmada e convicta, teve início a história vitoriosa do então Avahy Foot-ball Club.

O clube

O Avaí Futebol Clube foi fundado em 1923 em Florianópolis-SC. Para nós, torcedores, esse ano não representa apenas o nascimento de mais um time de futebol, mas o início de uma história de paixão, lutas e conquistas.

Com o tempo, o Avaí passou a ser carinhosamente conhecido como “O time da Raça” ou “Leão da Ilha”. As tradicionais cores azul e branco, que correm nas veias da nação avaiana, e o mascote, o simpático Leão, são algumas das marcas registradas do clube.

O estádio, Aderbal Ramos da Silva, a nossa querida Ressacada, palco de tantos jogos memoráveis e de emoções indescritíveis, é o mais moderno do estado e motivo de orgulho para a torcida azurra.

Em 2009 e 2010, o nosso time foi o único representante catarinense a disputar a Série A do Campeonato Brasileiro. Lembrando também que, em 1998, o Avaí sagrou-se campeão da Série C do Brasileirão. No campeonato catarinense já fomos tri-campeões, em 1928, tetra em 1945 e a partir daí não paramos mais de comemorar.

Hoje, apoiado em uma gestão moderna e eficiente, o Avaí Futebol Clube é referência para outros clubes esportivos do país. E com investimento, planejamento, dedicação e, principalmente, o seu apoio, nós vamos ainda mais longe.

Categorias de base e esportes olímpicos

A história do Avaí não se resume apenas ao futebol profissional. Ao longo dos anos o clube cresceu e, atualmente, destaca-se também nas categorias de base e nos esportes olímpicos, como o ciclismo.

Na categoria Juniores, conquistamos por cinco vezes o Campeonato Catarinense da Primeira Divisão (1981, 2001, 2003, 2005 e 2008) e uma vez o Campeonato Catarinense da 2ª Divisão (1994).

Pela categoria juvenil, o Avaí levantou a taça em 2003 conquistando o Catarinense da Primeira Divisão. A equipe Infantil do Avaí também conquistou o título de Campeã Catarinense Infantil em 1999.

O Avaí tem a melhor equipe de Ciclismo de Santa Catarina. Atualmente são 15 ciclistas, todos de alto nível de competitividade. Desde sua criação, na década de 90, o Ciclismo do Avaí vem acumulando títulos nacionais e internacionais, estando sempre muito bem posicionado no ranking das competições.

Fatos históricos

1923 – Fundação do Avahy Foot-ball Club
No dia 1º de setembro de 1923 foi fundado o Avahy Foot-ball Club, tendo como primeiro presidente o comerciante Amadeu Horn.

1924 – 1º Campeão do Campeonato Catarinense
Neste ano o Avaí tornou-se o primeiro time campeão do Campeonato Catarinense de Futebol.

1930 – Estádio Adolfo Konder
Inauguração do estádio Adolfo Konder, também conhecido como “Campo da Liga”.

1938 – A maior goleada em clássico
Em 20 de fevereiro aconteceu a maior goleada da história do clássico Avaí x Figueirense (Avaí 11 x 2 Figueirense). Esse jogo também marcou a estreia de Saul, atacante do Avaí, no clássico da cidade. Mais tarde, ele se tornaria o maior artilheiro do clássico, com 41 gols em 45 jogos, atuando sempre pelo Avaí.

1944 – A maior goleada em uma final
Em 23 de janeiro, O Avaí derrotou o América de Joinville por 14 a 3 na final do Campeonato Catarinense de 1943. É a maior goleada da história em finais de Campeonato Catarinense. A escalação do Avaí tinha: Adolfinho, Fateco, Diamantino, Chocolate, Beck, Henrique, Felipinho, Nizeta, Bráulio, Tião e Saul.

1945 – Uma das maiores goleadas do futebol brasileiro
Foi em 1945 que o Avaí aplicou uma das maiores goleadas do futebol Brasileiro, ao vencer pelo placar de 21 a 3 o Paula Ramos. Este feito está no Guinness Book e os gols do Avaí foram marcados por: Sapinho (6), Felipinho (5), Saul (5), Nizeta (3), Jacinto (1) e Tião (1).

1946 – Avaí é tetra
No dia 10 de fevereiro, o Avaí derrotou o Caxias de Joinville por 9 a 2, na final do Campeonato Catarinense de 1945, e conquistou o tetracampeonato estadual, feito inédito entre clubes de Santa Catarina naquela época. O time do Avaí tinha: Adolfinho, Fateco, Tavinho, Felipinho, Chocolate, Aldo Nunes, Zachi, Nizeta, Bráulio, Tião e Saul.

1971 – Pelé no Adolfo Konder
No dia 31 de março de 1971, o Rei Pelé fez seu único jogo em Florianópolis-SC. A partida amistosa (Avaí x Santos) foi realizada no estádio Adolfo Konder. O jogo, que registra o recorde de público do estádio com 19.985 pessoas, terminou com a vitória do time de Pelé por 2 a 1.

1974 – Campeonato Brasileiro Série A
Primeira participação do Avaí na série A do Campeonato Brasileiro.

1976 - Campeonato Brasileiro Série A
Novamente o time disputa a série A do principal campeonato do país.

1977 - Campeonato Brasileiro Série A
Pelo segundo ano consecutivo o Avaí disputou a série A.

1979 - Campeonato Brasileiro Série A
O time volta à elite do futebol brasileiro.

1983 – Despedida do “Campo da Liga”
Em novembro de 1983, o "Campo da Liga" encerrou suas atividades com uma partida entre veteranos de Avaí e Figueirense (empate 1 a 1). A partir daí, inicia-se a história de um novo estádio: Aderbal Ramos da Silva, a Ressacada.

1983 – Ressacada é inaugurada
Em 15 de novembro de 1983, o estádio Aderbal Ramos da Silva é inaugurado com a realização de um amistoso diante do Vasco da Gama-RJ (1x6). O primeiro gol do estádio foi marcado por Wilson Tadei, do Vasco. O primeiro gol do Avaí na Ressacada foi marcado por Amarildo.

1988 – Avaí é Campeão na Ressacada
Foi no dia 17 de julho, com gols de Marcos Severo e Adílson Heleno, que o Avaí conquistou o primeiro título dentro do seu novo estádio. A partida terminou 2 a 1. O time da final contou com: Fossati; Netinho, Maurício, Sérgio Márcio e J.J. Rodriguez; Belmonte, Flávio Roberto e Adílson Heleno; Adílson Gomes, Marcos Severo (Mendonça) e Elísio. Técnico: Sérgio Lopes.

1997 – Avaí conquista seu 13º título Estadual
No dia 22 de junho o Avaí conquistou mais um título estadual, ao vencer o Tubarão por 2 a 0, com a Ressacada lotada. A equipe campeã teve: Carlão; Cedenir, Raul, Evandro Guimarães e Itá; Régis, Evandro e Helton (Roberto Cavalo); Claudiomir, Jacaré e Dão. Técnico: Luiz Gonzaga Milioli.

1998 – Campeão Brasileiro Série C
Neste ano o Avaí conquistou o título inédito de Campeão Brasileiro da Série C. Tornou-se, na época, o primeiro time catarinense a alcançar este feito.

1999 a 2008 – Campeonato Brasileiro Série B
A partir de 1999, o Avaí disputou o Campeonato Brasileiro da Série B. Suas melhores campanhas foram nos anos de 2001 e 2004, quando o time ficou entre os quatro melhores. No ano de 2008, após uma excelente campanha na série B, conquistou o acesso à Série A com três rodadas de antecedência, ao vencer o Brasiliense, por 1 gol a 0, no estádio da Ressacada, com gol de Evando, aos 36 minutos do segundo tempo.

2009 – Avaí conquista 14º título estadual
No dia 03 de maio o Leão da Ilha venceu a Chapecoense por 3 a 1, (no tempo normal), e por 3 a 0, (na prorrogação). Com a vitória a torcida azurra comemorou mais um título. O Avaí teve: Eduardo Martini; Ferdinando, André Turatto, Émerson e Uendel; Marcus Winícius, Léo Gago, Marquinhos (Odair) e Caio; Evando (Lima) e William (Bruno). Técnico: Paulo Silas.

2009 - Campeonato Brasileiro Série A
Após 30 anos, o Avaí volta a competir pela série A do Campeonato Brasileiro. Neste ano, realizou a melhor campanha de um clube catarinense na história da competição, chegando na 6ª colocação, com 57 pontos. Devido a esta excelente campanha, o Avaí detém o recorde de invencibilidade na Série A entre os clubes de Santa Catarina. O time permaneceu 11 partidas sem ser derrotado, sendo 08 vitórias e 03 empates.
2009 - Ronaldo Fenomeno
No dia 15 de novembro de 2009, o atacante Ronaldo Fenomeno que já foi eleito por três vezes o melhor jogador do mundo, foi homenageado na Ressacada quando colocou seus pés na calçada da fama do memorial Adolfinho. Naquela oportunidade o Avaí enfrentou o Corinthians e venceu por 3x1.  
2010 - O Avaí é BI
No dia 02 de maio de 2010, o Avaí se sagrou Bi-Campeão Catarinense depois de 64 anos. Após uma grande vitória no primeiro jogo da final em Joinville sobre a equipe da casa de baixo de muita chuva, o Avaí foi para o segundo jogo na Ressacada com uma vantagem de poder perder por até dois gols de diferença que ainda assim, seria o Campeão. Mas o Avaí não deu esse luxo e manteve o seu ritimo que apresentou durante toda a competição e venceu a partida por dois a zero e fez a alegria da torcida que lotou a Ressacada e comemorou por toda a Ilha de Santa Catarina, mais um título Estadual que fez o Avaí se tornar mais uma vez o time mais vezes campeão do Estado.

Títulos

Confira os principais títulos do Avaí Futebol Clube:

Competições Nacionais
- Campeão Brasileiro da Série C: 1998

Competições Estaduais
- 15 vezes campeão Catarinense de Futebol:
1924, 1926, 1927, 1928 (Tri), 1930, 1942, 1943, 1944, 1945 (Tetra), 1973, 1975, 1988, 1997, 2009 e 2010 (Bi-campeão)

- Campeão Catarinense da 2ª Divisão: 1994

- 2 vezes campeão da Taça Governador do Estado de Santa Catarina: 1983, 1985

- Campeão da Copa Santa Catarina: 1995

- 12 vezes campeão do Torneios Início:
1925, 1926 (Bi), 1933, 1936, 1938, 1942, 1943, 1944 (Tri), 1946, 1955, 1960, 1963


Competições  Citadinas
- 20 títulos em Campeonatos Regionais da Cidade de Florianópolis:
1924, 1926, 1927, 1928, 1930, 1933, 1938, 1940, 1942, 1943, 1944, 1945, 1949, 1951, 1952, 1953, 1958, 1960, 1963, 1995.


Futebol - Categorias de Base
- 5 vezes Campeão Catarinense da Primeira Divisão Juniores:
1981, 2001, 2003, 2005 e 2008.
- Campeão Catarinense da 2ª Divisão de Juniores: 1994
- Campeão Catarinense da Primeira Divisão Juvenil: 2003
- Campeão Catarinense Infantil: 1999


Futebol - Feminino - Não Profissional
- Vice-campeão Estadual 2008
- Campeão Copa Avaí 200
8

Ídolos

Certamente você tem gravado na memória o nome de alguns craques que passaram pelo Avaí e que acabaram se tornando ídolos da nação avaiana.

Em 1998 foi realizada uma pesquisa para escalar uma seleção com os melhores jogadores do Avaí de todos os tempos. Participaram da pesquisa, torcedores, jornalistas e ex-atletas do clube.

A Seleção de todos os tempos foi composta pelos seguintes ídolos:
•    Goleiro: Adolfinho;
•    Defesa: Loló, Fateco, Veneza e Procópio;
•    Meio campo: Zenon, Beck, Bráulio e Felipinho;
•    Ataque: Saul e Nizeta.

Além dos jogadores que fazem parte da “Seleção de todos os tempos”, os torcedores do Avaí têm como ídolos:

Goleiros:
César Silva, Jorge Fossati e Eduardo Martini.

Defensores:
Deodato, Loló e Émerson.

Meio-campistas:
Balduino, Beck, Belmonte, Zenon, Adilson Heleno e Marquinhos Santos.

Atacantes:
Cavallazzi, Décio Antônio, Evando, Juti, Toninho Quintino, Saul Oliveira e Vandinho.

Jogos memoráveis

Avaí 11 x 2 Figueirense
20 de fevereiro de 1938 – Esta é a maior goleada na história do clássico Avaí x Figueirense.

Avaí 14 x 3 América de Joinville
23 de janeiro de 1943 – Esta é a maior goleada da história em finais de Campeonato Catarinense. A escalação do Avaí teve: Adolfinho, Fateco, Diamantino, Chocolate, Beck, Henrique, Felipinho, Nizeta, Bráulio, Tião e Saul.

Avaí 21 x 3 Paula Ramos
Em 1945 o Avaí aplicou uma das maiores goleadas do futebol brasileiro.
O recorde está registrado no Guinness Book e os gols do Avaí foram anotados por Sapinho (6), Felipinho (5), Saul (5), Nizeta (3), Jacinto (1) e Tião (1).

Avaí 1 x 2 Santos
No dia 15 de agosto de 1972 o Rei Pelé esteve com o Santos em uma partida amistosa em Florianópolis. O amistoso contra o Avaí foi realizado no Estádio Adolfo Konder e o placar final foi 2 a 1 para o Santos-SP.

Avaí 2 x 1 Blumenau
Em 17 de julho de 1988 o Avaí conquistou seu primeiro título estadual no estádio da Ressacada. Os gols foram marcados por Marcos Severo, aos 8 minutos, Adílson Heleno, aos 36 minutos e Itamar, do Blumenau, aos 51 minutos, todos do primeiro tempo. O placar final foi Avaí 2 X 1 Blumenau, e o Avaí teve: Fossati; Netinho, Maurício, Sérgio Márcio e J.J. Rodriguez; Belmonte, Flávio Roberto e Adílson Heleno; Adílson Gomes, Marcos Severo (Mendonça) e Elísio. Técnico: Sérgio Lopes.

Avaí 2 x 0 Tubarão
Em 22 de junho de 1997, o Avaí venceu o Tubarão pelo placar de 2 a 0, na Ressacada, e sagrou-se campeão estadual. O Avaí teve: Carlão; Cedenir, Raul, Evandro Guimarães e Itá; Régis, Evandro e Helton (Roberto Cavalo); Claudiomir, Jacaré e Dão. Técnico: Luiz Gonzaga Milioli.

Avaí 3(3) x 1(0) Chapecoense
Em 03 de maio de 2009 o Avaí conquistou, na Ressacada, seu 14º título estadual, ao vencer a Chapecoense por 3 a 1, no tempo normal, e por 3 a 0, na prorrogação. O Avaí esteve em campo com: Eduardo Martini; Ferdinando, Turatto, Émerson e Uendel; Marcus Winícius, Léo Gago, Marquinhos (Odair) e Caio; Evando (Lima) e William (Bruno). Técnico: Paulo Silas.
Avaí 3 x 2 Santos 
Em um jogo épico, no melhor estido do Avaí, fazendo vale a expressão "esse avaí faz coisa", o Avaí necessitava da vitória sobre o Santos, na Ressacada. Mas parecia que nada daria certo naquela tarde de domingo, do dia 05/12/2010, quando o torcedor avaiano olhava e não acreditava que ainda no primeiro tempo, o Santos ja vencia por dois gols a zero. Mas como o torcedor avaiano acredita até o fim, e contando em um dia iluminado do seu camisa 10, Caio, fez uma pintura de gol, driblando toda a defesa do Santos e ali iniciava a reação do Avaí para sua permanência a Série A do Campeonato Brasileiro. Com mais um gol de Caio ainda no primeiro tempo, o Avaí ia para o intervalo com o jogo empatado em dois a dois e o torcedor sabia que o gol da virada era questão de tempo para acontecer. E foi assim, com Caio mais uma vez estufando as redes, colocou seu nome na história e encheu de orgulho toda uma nação vestida em azul e branco, decretando que o Avaí é o time que faz coisas.

 

 

 

 

 

Publicado por: Murilo Dieguez

Fonte de Pesquisa:

 

www.avai.com.br