luizfernandonouniaobandeirante2

 

LUIZ FERNANDO ex-lateral do Pinheiros-PR, União Bandeirante-PR, Operário de Ponta Grossa, Palmeiras de Pato Branco, União de Francisco Beltrão,

luizfernandonouniaobandeirante2

 

Luiz Fernando dos Santos, nasceu em  Montenegro no Estado do Rio Grande do Sul.

 

Jogava como lateral esquerdo.

 

Conhecido por sua velocidade e resistência em campo, Luiz Fernando fez história não somente no União, mas em todo o Paraná.

 

No futebol, não existe consenso.

 

Se Luiz Fernando dos Santos não foi o melhor lateral-esquerdo que passou por Francisco Beltrão, é pelo menos o mais lembrado.

 

Ele chegou no Sudoeste para jogar no Palmeiras de Pato Branco, em 1979.

Foi nesse ano também que o Clube Esportivo União (CEU) foi campeão da segunda divisão do estadual.


Em 1980, foi a Francisco Beltrão.

luizfernandoesporteuniao1

Luiz Fernando foi para jogar no lugar de Zé Luiz Kavalerski, hoje seu compadre de casamento. "Jogamos a primeira divisão com o União.Aí o Zé Luiz ficou na comissão técnica. Tenho muita consideração por ele, pois a casa em que moro foi ele que conseguiu, numa ação entre amigos", afirma Luiz Fernando, que mora no Bairro da Cango, nos fundos do campo do Bangu.

luizfernandoesporteuniao2

 

Grande resultado


Em 17 de agosto de 1980, o União foi jogar em Curitiba contra o Pinheiros, um dos principais clubes do Estado na época.

"A gente tinha um time muito bom e o Pinheiros era quase imbatível. Fizemos uma grande partida e empatamos em 1 a 1. Temos uma foto desse dia, eu estou junto com Calixa, Édson, Batista, Irajava, Joubert e Paraná. Foram bons tempos", lembra-se.

 

 luizfernandojornaldebeltraocomacamisadoclubeesportivouniao1


Luiz Fernando foi escolhido por várias vezes pela imprensa de Curitiba como o melhor lateral-esquerdo do Paranaense.

Ele guarda até hoje os recortes de jornal que mostram essas estatísticas.

"O cara tem que guardar as fotos e os recortes de jornal. Isso é a nossa história. Tem gente que diz que jogou em time grande, mas não tem como provar. Aí fica complicado."

 luizfernandojornaldebeltraomelhorlateral1980

 

 

Abaixo mais uma foto do time do Clube Esportivo União de Francisco Beltrão

 luizfernandojornaldebeltraoclubeesportivouniao1980a

 

 

 

Pinheiros-PR


Em pé: Zico, Poletto, Luiz Fernando, Ramirez, Osni e Maurício.
Agachados: Muller, Norberto, Wálter, Cuca e Odilon.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Anulou Lela


Mais tarde, Luiz Fernando foi jogar no Pinheiros, que depois passou por uma fusão e se tornou o Paraná Clube

 

. Ele lembra de um jogo em que parou o atacante Lela, do Coritiba, pai do atacante Alecsandro, do Palmeiras, e do volante Richarlyson, que está no Grêmio Novorizontino.


"O Lela era um grande ponta-direita, marcava muitos gols. Naquele jogo eu fiquei com a função de parar ele. E consegui, pois eu era muito rápido pra marcar. Não deixei ele encostar na bola", comenta.

 

Operário de Ponta Grossa


O lateral-esquerdo Luiz Fernando atuou também em equipes como Operário de Ponta Grossa.

 

 

Abaixo Luiz Fernando no Operário de Ponta Grossa em 1984

 luizfernandonooperariopontagrossa1984a

 

 Abaixo foto do time do Operário de Ponta Grossa em 1984

 luizfernandonooperariopontagrossa1984

 

 

União Bandeirante-PR

 

Vice-campeão

luizfernandonouniaobandeirante2


Em 1989, Luiz Fernando foi um dos destaques do União Bandeirante, vice-campeão Paranaense.

A equipe perdeu apenas na final para o Coritiba.

"A torcida de Bandeirantes lotou 40 ônibus pra ir até Curitiba, assistir ao jogo no Couto Pereira.O Coritiba tinha jogadores como o goleiro Devanir, o Osvaldo e até o Tostão, que jogou na Seleção Brasileira. Na final, eu fui escolhido o melhor jogador em campo. Isso representa muito pra mim."

 

Coritiba 2x0 União
 
Local da Final: Estádio Couto Pereira, em Curitiba
Gols: Chicão (duas vezes para o Coritiba)
 
 
Time do União Bandeirante Vice Campeão Paranaense 1989
 
Em pé: Nardo, Wilton, Chicão, Romildo, Élson, Wilson, Pedro Paulo, Luiz Fernando e Devanir.
Agachados: Nilson, Luiz Henrique, Tiganá, Eron, Vágner, Davi e Biro-Biro.
 

 

luizfernandonouniaobandeirante 1989c

 

 

Outros clubes
O lateral-esquerdo Luiz Fernando atuou também em equipes como Próspero (SC), antes de voltar para Francisco Beltrão.

No Campeonato Regional de Amadores da LBF (Liga Beltronense de Futebol), foi tricampeão com o Tarumã, de Nova Prata do Iguaçu.

 

Parou aos 33 anos
No auge de sua carreira, Luiz Fernando chegou a ganhar quatro salários mínimos, algo em torno de R$ 3.500 nos dias de hoje. "Mas naquela época se pagava muito pouco. Hoje tem jogador de time pequeno que ganha R$ 10 mil. O futebol tem muito mais investimento", compara.
O problema de Luiz Fernando, em sua carreira, sempre foi o alcoolismo. "Eu bebia demais, isso me atrapalhava bastante, fechou muitas portas. Mas, graças a Deus, faz 12 anos que eu não coloco uma gota de álcool sequer na boca. Com a ajuda de amigos, eu consegui me reerguer."

 

Jardineiro de primeira
Depois que parou de jogar, Luiz Fernando começou a trabalhar como jardineiro. "Eu só sei escrever o meu nome. Não tive estudo, é difícil de fazer outra coisa", diz. O ex-atleta do União se orgulha muito da profissão que tem, pois ganha seu sustento de forma honesta. Essa reportagem, por exemplo, provavelmente vai parar na parede da casa de Luiz Fernando. E quem vai ler para ele, hipoteticamente, é a esposa Maria Angélica dos Santos, com quem é casado há 35 anos, ou a filha Fernanda. 
"Fiz muitos amigos com o futebol. Nunca fiz mal a ninguém. Quem sofreu com o álcool foi minha esposa e minha filha. Mas tem muita gente que gosta de mim e me ajudou pra que eu pudesse me levantar", conta Luiz Fernando, que esbanja alegria em seu jeito de viver. Quem o conhece, sabe que para ele não tem tempo ruim. 
Tomara que os atuais jogadores do União conheçam a história desse guerreiro, que sempre vestiu a camisa do clube com muita dedicação e, mesmo depois de quase 25 anos sem jogar profissionalmente, ainda é lembrado pela torcida beltronense, que está ansiosa para ver o time anilado entrando em campo novamente. "Fico feliz em ser lembrado. Mostra que alguma coisa de bom eu fiz", declara, humildemente.

 

 

 

Publicado por: Murilo Dieguez


 

 

 

 

 

 

Fonte de Pesquisa:

Entrevista Exclusiva de Luiz Fernando para o Jornal de Beltrão

acervo de Marcelo Dieguez

acervo do jogador Luiz Fernando

www.jornaldebeltrao.com.br

 

 

 

Abaixo Luiz Fernando em foto de 2016, com seus 57 anos, quando deu entrevista ao Jornal de Beltrão

luizfernandosantosatual2

 

 

 

"Luiz Fernando, você faz parte da história do futebol, e eu seu amigo Marcelo Dieguez, O Historiador não vou deixar sua história ser esquecida".

 

Um abraço de seu amigo Marcelo de Paula Dieguez.