FABRÍCIO CARVALHO, atacante do Oeste-SP, ex-Bragantino-SP, Portuguesa-SP, Goiás-GO, São Caetano-SP, Ponte Preta-SP, União Barbarense-SP, Nacional-Portugal, Guararapes-SP, Andradina-SP, Villa Española-Uruguai.

Fabrício de Carvalho Silva, o Fabrício Carvalho nasceu no dia 18/02/1978 na cidade de Andradina no Estado de São Paulo.

 

Começou sua carreira de atacante na equipe de Andradina, onde ficou de 1996 até 1997.

 

Em 1998 foi jogar no Uruguai na equipe do Villa Española, ficando até o ano de 1999.

Voltou ao Andradina no ano de 2000, mas ainda foi jogar neste ano no Guararapes, e ainda no ano de 2000 foi para Portugal jogar no Nacional, ficando até o ano de 2001.

Voltou ao Brasil em 2001 para jogar no União Barbarense, onde ficou até o ano de 2002, e foi vice-artilheiro do Paulistão de 2001, com 12 gols, o que despertou o interesse da Ponte Preta.

.

 

 

Em 2002 foi jogar na Ponte Preta onde fez muito sucesso e muitos gols, e por onde jogou até o final do ano de 2003.

 

 

Em 2004 foi jogar no São Caetano onde também fez muito sucesso, foi destaque no Campeonato Paulista de 2004, e inclusive ele entrou para a história do Clube por fazer o milésimo gol do São Caetano no Brasileirão no jogo contra o Atlético Paranaense, que no ano de 2004 estava fazendo 15 anos.

 

 

E naquele ano Fabrício já tinha completado 25 gols desde janeiro no São Caetano, ficando como o quinto maior artilheiro do Clube, mas ele não parou por aí ficou fazendo mais gols pelo São Caetano onde ficou até 2006.


Com apenas 15 anos, São Caetano é campeão paulista

 

 

Finalmente o São Caetano acabou com o jejum de títulos desde que surgiu para o cenário nacional. Depois dos vice-campeonatos da Copa JH, em 2000, do Brasileiro, em 2001, e da Libertadores, em 2002, o clube de São Caetano derrotou Paulista por 2 a 0, no Estádio do Pacaembu, e conquistou o Campeonato Paulista.

Na primeira partida, a equipe comandada por Muricy Ramalho já havia vencido por 3 a 1. Marcinho e Mineiro fizeram os gols do São Caetano, que é uma das equipes mais novas do futebol nacional - 15 anos - a conquistar um dos torneios mais difíceis do País.

A campanha do time do ABC paulista também foi irretocável: Em 15 partidas disputadas, o São Caetano ganhou oito, empatou cinco e perdeu apenas um jogo. O resultado deste domingo (18) também mantém tabu do Azulão sobre o time de Jundiaí. Em 13 confrontos, o Paulista ainda não derrotou o adversário


Jogo

Ao contrário da semana passada em que apenas 10 mil torcedores presenciaram a primeira partida da final, o jogo deste domingo entre São Caetano e Paulista teve clima de decisão: mais de 20 mil torcedores estiveram no Pacaembu e assistiram uma partida em que as duas equipes procuraram o ataque desde o apito inicial do árbitro Sálvio Spínola Fagundes.

Apesar do Paulista precisar de dois gols de diferença para levar a decisão para os pênaltis, foi o São Caetano que teve as principais chances de mexer no placar. Logo aos dois minutos, o atacante Euller desviou cruzamento de Serginho e quase fez o primeiro gol. Dois minutos mais tarde foi a vez de Fabrício Carvalho errar gol cara a cara com o goleiro Márcio.

A superioridade de São Caetano era tanta que o primeiro chute ao gol de Silvio Luiz foi somente aos 16 minutos, quando Canindé cruzou para Danilo, que cabeceou no canto do goleiro Azulão, que, esperto, colocou para escanteio.

O lance perigoso não mexeu com os ânimos do Azulão e logo aos 20 minutos abriu o marcador. Marcinho chutou da entrada da área e a bola, que parecia ser fácil para o goleiro do Paulista de Jundiaí, desviou no zagueiro Danilo e foi para no fundo das redes de Márcio. Marcinho ainda teve a chance de fazer o segundo gol no primeiro tempo. Após contra-ataque, o meia-atacante recebeu livre na entrada da área, aos 33 minutos, mas pecou na finalização.

O lance mais perigoso do Paulista na etapa inicial ocorreu no último minuto. O lateral Galego cobrou falta na trave, assuntando a torcida do São Caetano.

 

 

Para o segundo tempo, o São Caetano escolheu a tática de atuar nos contra-ataques, enquanto o Paulista não conseguia ultrapassar a forte marcação do adversário. A certeza de que o primeiro título era tão grande que a torcida do Azulão começou a gritar "É campeão" logo aos 20 minutos.

Marcinho e Gilberto ainda tiveram chance de ampliar o placar, mas erraram nas finalizações. Quando parecia que o resultado seria 1 a 0, o volante Mineiro recebeu de Marcinho e tocou na saída de Márcio.

SÃO CAETANO
Silvio Luiz, Serginho, Dininho, Thiago e Anderson Lima; Marcelo Mattos, Mineiro, Marcinho e Gilberto; Fabrício Carvalho (Fábio Santos) e Euller (Warley)
Técnico: Muricy Ramalho

PAULISTA
Márcio, Tiago, Danilo, Asprilla e Galego; Alemão, Umberto (Mossoró), Aílton (Fábio Mello) e Canindé; Izaías e
João Paulo (Davi)
Técnico: Zetti

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo
Juiz: Sálvio Spinola Fagundes Filho
Cartão amarelo: Alemão (Paulista); Ânderson Lima, Marcelo Mattos e Serginho (São Caetano)
Gols: Marcinho, aos 20 min do primeiro tempo; Mineiro, aos 43 min do segundo tempo.

 

 

Em 2007 ele foi jogar no Goiás, onde ficou jogando até 2010.

Fabrício no Goiás

 

Neste período ele foi emprestado para a Portuguesa de Desportos no ano de 2008 até o fim de 2009.

 

 

Abaixo Fabrício Carvalho no Goiás.

 

 

Aqui no Goiás com o amigo Gian, que aparece em pé sendo o primeiro da direita, e Fabrício Carvalho aparece agachado sendo o primeiro da direita.

 

 

 

 

 

Em 2010 depois de retornar ao Goiás Fabrício foi jogar no Bragantino.

 

 

 

 

E em 2011 foi jogar no Oeste de Itápolis no Estado de São Paulo.

 

 

 

Títulos:

Campeão Paulista Série A em 2004 pelo São Caetano;

Campeão do Torneio da Ilha da Madeira pelo Nacional;

Vice-Campeão Goiano pelo Goiás em 2007

Prêmios Individuais:

ARTILHEIRO NO URUGUAY PELO VILLA ESPAÑOLA 1998,

ARTILHEIRO COPA PAULISTA UNIÃO BARBARENSE 2001,

VICE-ARTILHEIRO CAMPEONATO PAULISTA 2002 PELO UNIÃO BARBARENSE

 

 

Marcelo Dieguez entrou em contato com Fabrício Carvalho, pois é amigo de Gian que também é amigo de Fabrício, onde jogaram juntos no Goiás, e Marcelo pediu autorização para publicar a história de Fabrício e que nos enviasse algumas fotos, e prontamente ele nos atendeu e nos enviou suas fotos, e está aqui sua história com fotos que ainda teremos que melhorar cada vez mais.

Valeu Fabrício tudo de bom para você e obrigado!!!

 

 

Vejam a seguir a entrevista de Fabrício para Marcelo Dieguez enivada por e-mail:

FABRÍCIO CARVALHO

1-Nome completo= FABRICIO DE CARVALHO SILVA


2-Data e local de nascimento= 18/02/1978  ANDRADINA-SP


3-Posição=ATACANTE


4-Onde e quando começou sua carreira= AFC (ANDRADINA F.CLUBE) 1996


5-E como foi sua estréia=ESTREIEI FAZENDO GOL PELO ANDRADINA


6-Adversários que gostava de jogar= CONTRA O CORINTHIANS TIME QUE TORCIA NA MINHA INFÂNCIA


7-Títulos=CAMPEAO PAULISTA SERIE A1 PELO  A.D SÃO CAETANOCAMPEÃO TORNEIO DA ILHA MADEIRA PELO NACIONAL EM PORTUGAL E VICE-CAMPEAO GOIANO EM 2007


8-Medalhas e troféus=CAMPEÃO PAULISTA em 2004,ARTILHEIRO NO URUGUAY PELO VILLA ESPAÑOLA 1998, ARTILHEIRO COPA PAULISTA UNIÃO BARBARENSE 2001, VICE-ARTILHEIRO CAMPEONATO PAULISTA 2002 PELO UNIÃO BARBARENSE E VICE-CAMPEAO GOIANO EM 2007, CAMPEÃO TORNEIO DA ILHA MADEIRA PELO NACIONAL EM PORTUGAL


9-Jogos inesquecíveis= SÃO PAULO 0X2 SÃO CAETANO ONDE FIZ OS DOIS GOLS PELAS OITAVAS DE FINAL CAMPEONATO PAULISTA 2004


10-Jogo que poderia ser esquecido=BOCA JUNIORS 1X1 SÃO CAETANO PELA COPA LIBERTADORES DA AMERICA


11-Ídolos=JESUS CRISTO


12-Você fez muitos amigos no futebol=POUCOS


13-Tem contato com estes amigos=SIM


14-Técnicos que trabalharam contigo=EDSON SÓ, CHUECO PERDOMO(URUGUAI) BARBOSA ,POLOZZI, LUIZ CARLOS MARTINS, JAIR PICERNI, VADÃO, ABEL BRAGA, TITE, GENINHO, PAULO BONAMIGO, HÉLIO DOS ANJOS, CAIO JR, PÉRICLES CHAMUSCA E O MELHOR DE TODOS MURICI RAMALHO.


15-Alguma história engraçada=


16-Gols= NÃO TENHO O NUMERO EXATO MAS FIZ ALGUNS GOLS IMPORTANTES


17-Gol mais importante= CONTRA O SANTOS SEMI FINAL CAMPEONATO PAULISTA 2004


18-Gol mais bonito=CONTRA O CORÍNTHIANS DE FALTA PELO CAMPEONATO BRASILEIRO 2004


19-Sequência de times que jogou= ANDRADINA-SP 96-97 , VILLA ESPAÑOLA URUGUAY 98-99,UNIÃO BARBARENSE 2000,NACIONAL PORTUGAL 2000-01,UNIÃO BARBARENSE-SP 2001-02, PONTE PRETA -SP 2002-03, SÃO CAETANO-SP 2004,GOIÁS-GO 2007-08,PORTUGUESA-SP 2009, BRAGANTINO-SP 2010 E ATUALMENTE OESTE-SP 2011


20-Frase=” Fabrício, você faz parte da história do futebol, e eu seu amigo Marcelo Dieguez, O Historiador não vou deixar sua história ser esquecida”.


21-Mensagem= ENTREGA O TEU CAMINHO AO SENHOR CONFIE NELE E O MAIS ELE FARÁ SALMOS 37-5

 

Publicado por: Murilo Dieguez


Fonte de Pesquisa:

Entrevista de Fabrício Carvalho para Marcelo Dieguez;

Fotos enviadas por Fabrício Carvalho;

fabriciocarvalho09.blogspot.com;

pt.wikipedia.org;

esporte.uol.com.br;

www.futebolinterior.com.br;

esportes.terra.com.br       

 

 

Aqui Fabrício Carvalho em sua apresentação na Portuguesa de Desportos

 

"Fabrício Carvalho, você faz parte da história do futebol, e eu seu amigo Marcelo Dieguez, O Historiador não vou deixar sua história ser esquecida".

Um abraço de seu amigo Marcelo Dieguez.