Nercy Gewehr ou Gaúcho ex-goleiro do Santoangelense-RS e Técnico de Futebol

 

 

 

 

Nercy Gewehr, o Gaúcho,nasceu no dia 16 de agosto de 1927, Natural de Catuípe (RS), mas registrado na comarca de em Santo Ângelo.

Nercy foi goleiro de futebol do Grêmio Santo Angelense, sagrando-se campeão estadual em 1952. Ele parou de jogar aos 25 anos, devido a um problema de menisco, quando passou para a carreira de treinador.

 

 

Gremio Sportivo Santoangelense de 1952

 


 O Grêmio Sportivo Santoangelense foi o primeiro time de Santo Ângelo a conquistar um título estadual.

Esta proeza foi alcançada com a conquista do Campeonato Gaúcho de Amadores (Atual Série B) de 1952.

 

nercygewehrcampeaoestadual1952

 

 

 


Contudo, a partida final só ocorreu no dia 21 de março de 1953.

Grêmio Santoangelense estreou na competição no dia 9 de novembro de 1952, em Santiago, vencendo o Riachuelo por 3 a 2. No dia 16 de novembro, no Estádio Coronel Raul Oliveira, goleada de 7 a 1 diante do mesmo Riachuelo.

No dia 7 de dezembro, o Grêmio Santoangelense fez 7 a 0 no Gaúcho de Tupanciretã. Em Tupanciretã, no dia 14, nova goleada: Grêmio 8 a 1.


 O campeonato estadual de 1952 entrou janeiro adentro, tendo partidas realizadas no ano de 1953.

No dia 18 de janeiro de 1953, em Santo Ângelo, o Grêmio venceu o 14 de Julho de Erechim por 5 a 2.

No jogo de volta, em Erechim, no dia 25 de janeiro, vitória santo-angelense por 2 a 1.


No dia 22 de fevereiro, o Grêmio goleou o Concórdia de Roca Sales, no Estádio Cel. Raul Oliveira, por 3 a 0.

Em 1° de março, a primeira derrota no certame, ao levar 4 a 2 do Concórdia fora de casa.

Houve partida de desempate entre o Grêmio Santoangelense e o Concórdia, em Porto Alegre, com vitória santo-angelense por 1 a 0.


No dia 18 de março, na capital gaúcha, vitória gremista por 5 a 4 diante do Juventude de Candelária.

A final foi realizada no dia 21 de março de 1953 (a conquista era válida pelo campeonato de 1952), em Porto Alegre, no Estádio da Timbaúva, no Caminho do Meio, reduto do Força e Luz, entre Grêmio e Veronese de Canoas.

Vitória santo-angelense por 4 a 1.

O time viajou em um avião da Varig para a partida, com o patrocínio de José Marçal.


 Na primeira etapa, o Grêmio fez logo 2 a 0, com gols de Pedrinho Martins, aos dois minutos, e Crespim, aos 28.

Na etapa complementar, Crespim marcou mais duas vezes, aos 23 e aos 26 minutos.

Veronese descontou com Medina, aos 24 minutos.


Árbitro: Fortunatto Toneli
Auxiliares: Alfredo Bello e Guilherme Sroka.


Grêmio Santoangelense: Nerci Gewehr, Bira e Mello. Pinheiro, Gago e Gelineck. Vilmar Miron, Hélio, Crespim, Fernando Pança e Pedrinho Martins. Técnico: Ricardo Verri. 


VERONESE: Jacir, Fiorello e Victor. Clauvício, Canário e Pedrola. Flávio, Valdir e Batata. Medina e Gaiteiro.

Grêmio Sportivo Santoangelense foi uma agremiação da cidade de Santo Ângelo (RS). O Clube Alviverde foi Fundado no dia 12 de Outubro de 1921, e a sua Sede ficava na Avenida Rio Grande do Sul, 479, no Centro de Santo Ângelo. Seu estádio era Raul de Oliveira (Zona Sul).


Em 1989, veio a fusão entre o Tamoyo, Grêmio Santoangelense e Elite criando a SER Santo Ângelo. Ao todo o G.S. Santoangelense participou do Campeonato Gaúcho Seis vezes: 1959, 1965, 1986, 1987, 1988 e 1989. E uma vez da Terceirona: 1985.

TREINADOR

 

Gaúcho parou de jogar aos 25 anos, devido a um problema de menisco, quando passou para a carreira de treinador.

 

Gaúcho treinou equipes do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Ele veio para Pato Branco em 1965 e na região sagrou-se campeão da Taça Paraná pelo Sete de Setembro, de Dois Vizinhos, em 1987. Gaúcho também treinou o Palmeiras, de Pato Branco; o União, de Francisco Beltrão; o Tabu, de Clevelândia, além de equipes de várias cidades do Sudoeste.

Atuou na profissão por mais de 30 anos e em sua trajetória, passou por 33 times, nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Mato Grosso.

Somente no Sudoeste, comandou jogadores de times de Francisco Beltrão (União), Pato Branco (Palmeiras), Dois Vizinhos (Sete de Setembro), Itapejara D`Oeste, Salto do Lontra, Nova Prata do Iguaçu, Marmeleiro, Clevelândia (Tabu), Ampere e Palmas. 

O técnico Nercy Gewehr, o Gaúcho, que era pato-branquense de coração, morreu no  dia 07 de abril de 2013 aos 85 anos. Segundo o seu filho, Getúlio, Gaúcho passou mal e foi internado no Hospital São Lucas, de Pato Branco, sofrendo uma parada cardíaca na manhã do último domingo.

Gewehr, que completaria 86 anos no dia 16 de agosto de 2013, foi velado na Capela da Funerária Santo Expedito e sepultado na manhã de ontem no Cemitério Municipal. Gaúcho deixa a mulher, Aparecida, e os filhos Getúlio, Gladis, Glacir, Glaer e Gilceu, este último de criação, que reside na França.


Além do futebol, Nercy Gewehr era apaixonado pelo tradicionalismo gaúcho, com a participação em eventos, principalmente no Paraná e no Rio Grande do Sul. Ele também era getulista e participou durante anos, em Pato Branco, de homenagens feitas para Getúlio Vargas. À família, nossas condolências.

Aos 85 anos, Gaúcho estava afastado dos campos há mais de 20.


"Conheci o Gaúcho muito bem. Posso dizer que ele viveu o futebol rigorosamente 24 horas por dia... Ele estava sempre ligado conosco, dia sim dia não, ele ligava para a rádio contando uma curiosidade, falando do futebol ou contando suas histórias. Era uma pessoa boníssima, ligadíssima ao esporte. Ele ouvia diariamente a todos os programas esportivos de todas as emissoras de rádio de Pato Branco e região. É uma grande perda, porque ele foi um marco do esporte. Ele viveu realmente o tempo do futebol amador forte na região, nas décadas de 60 e 70 até o início de 80. É uma grande perda", lamenta o locutor e comentarista esportivo da Rádio Celinauta AM, Inelci Matiello.


O comentarista de futebol da Rádio Educadora, Laurentino Risso, destaca que Gaúcho "era um amante do futebol. Em Pato Branco treinou o Inter e o Palmeiras, em Beltrão o União. E ele sempre acompanhava o futebol. Era uma pessoa dedicada ao futebol. Ele sempre falava que o melhor jogador que viu jogar no Sudoeste era o Juquinha (meia esquerda do União na década de 70)".

 

 Títulos

 

como jogador

 

Campeonato Citadino de Santo Ângelo:  1950, 1951, 1952, 

 

Campeão Estadual Amador pelo Santoangelense: 1952

 

 

como treinador

 

Campeão da Taça Paraná pelo Sete de Setembro, de Dois Vizinhos, em 1987

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Publicado por: Murilo de Paula Dieguez

Fonte de Pesquisa:

fotos do arquivo pessoal da família de Nercy Grewer

www.jornaldebeltrao.com.br

 

 

 

 

 

 

 

 

"Nercy ou Gaúcho , você faz parte da história do futebol, e eu  Marcelo Dieguez, O Historiador não vou deixar sua história ser esquecida".