ALEX, meia-esquerda do Internacional-RS, ex-Corínthians-SP, ex-Spartak de Moscou, Seleção Brasileira, Guarani de Campinas, Primavera de Indaiatuba e C.A. Pirassununguense.

 

 

 

Alex Raphael Meschini, o Alex nasceu no dia 25 de março de 1982 na cidade de Cornélio Procópio no Paraná.

 

 

 

Alex em 2010 no Paraná.

foto= arquivo pessoal de Marcelo Dieguez.

 

 

 

 

 

Alex começou sua carreira jogando em Santa Amélia, onde morava com seus pais, e disputava jogos defendendo sua cidade nos Campeonatos Regionais Estudantis de Futsal, principalmente jogos abertos onde tem gravado em vídeo um campeonato na cidade de Cornélio Procópio onde foi Campeão na década de 90.

 

De Santa Amélia lembra dos técnicos João Gordo e Socó que ensinaram ao Alex muito do futebol e como também ser uma pessoa digna junto ao esporte.

 

 Aqui Alex em 2011 em sua apresentação no Corínthians.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Alex no Spartak de Moscou em 2009.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Depois mudou-se com a família para a cidade de Campinas-SP, onde em uma ocasião seu primo o levou para fazer teste em uma peneira e um empresário gostou de seu futebol e o levou para o Primavera de Indaiatuba.

No Primavera de Indaiatuba jogou pela categoria de base em 1999 com os técnicos Adaílton Ladeira e o Pardal.

Seu primeiro jogo pelo Primavera foi contra o Capivari, e depois na semi-final do Campeonato Paulista perderam para o Flamengo de Guarulhos.

Depois foi para o Guarani, e na sequência foi jogar também no Pirassununguense que era praticamente uma filial do Guarani que tinha muitos jogadores e acabava enviando para o Pirassununguense para jogarem, e foi onde disputou a Taça São Paulo de Juniores de 2000, e da Pirassununguense Alex conta que é de onde sente muita saudade porque fez muitos amigos lá e era um time pequeno e só quem passou por aqueles momentos e hoje está em um time grande tem condições de avaliar o quanto foi difícil aquele início ali.

Em 2002 voltou ao Guarani jogando pelos juniores, e em 2003 já estava jogando nos profissionais do Clube.

 

Carreira


Dono de um potente arremate com a perna esquerda e grande visão de jogo, Alex iniciou sua carreira profissional no Guarani Futebol Clube, em meados de 2003.

O jogador atuou na lateral-esquerda no Brasileirão 2003 e depois passou para a meia, onde se destacou.

No ano seguinte, com 21 anos, transferiu-se para o Internacional de Porto Alegre, na época treinado por Lori Sandri.

 

 Chegou em 2004 no Internacional e já jogou a Semi-final do Gauchão e a final onde foram Campeões.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Atuando no meio-campo, teve participação importante no elenco do Internacional que venceu a Copa Libertadores, inclusive marcando gols, e o Mundial Interclubes, em 2006.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Em 2007, visando a seleção brasileira, voltou à lateral, mas não teve muito sucesso.

Em sua trajetória no Inter, sofreu com diversas lesões.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O ano de 2008 foi o de sua afirmação.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Atuando mais avançado e formando dupla de ataque com Nilmar, foi o artilheiro do Campeonato Gaúcho com treze gols, e eleito o craque da competição.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

No Campeonato Brasileiro e na Copa Sul-americana do mesmo ano foi um dos principais jogadores do elenco colorado e craque na duas competições.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

No dia 20 de fevereiro de 2009, Alex acertou sua transferência do Internacional para o Spartak Moscou, por 5 milhões de euros(R$ 15,3 milhões).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O jogador disse que gostaria de jogar toda a sua carreira no Brasil, mas falou que isso era impossível.

 

Outro motivo de sua saída foi que o jogador estava perdendo o seu espaço no time titular para o jogador Taison.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Disse também, que escolheu o Spartak Moscou pelo seu planejamento, de se tornar um time grande e de disputar uma Liga dos Campeões da UEFA em alto nível.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Alex foi um dos principais jogadores do Spartak e, provavelmente, o melhor jogador da Liga Russa de Futebol.

 

Em maio de 2011 Alex chega ao Corínthians para mais desafios em sua carreira vitoriosa, mas enfim volta a seu país para jogar seu belo futebol !!!!

 

 

 

 

Alex é apresentado no Corinthians
(Carlos Augusto Ferrari / GLOBOESPORTE.COM)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Alex é apresentado pelo Al Gharafa com festa

Ex-corintiano recebe a camisa 10 do time catariano

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Campeão brasileiro e da Libertadores pelo Corinthians, o meia Alex foi apresentado, nesta sexta-feira (20 de julho), com muito entusiasmo pelo Al Gharafa. O jogador, que já passou por exames médicos, assinou contrato de três anos com o clube do Catar.

Na primeira entrevista oficial como reforço do Al Gharafa, Alex prometeu retribuir a festa que recebeu durante a chegada ao país asiático.

“Fiquei muito feliz pela forma carinhosa com que fui recebido e tratado pelo Al Gharafa desde que cheguei ao Qatar. Espero retribuir toda essa gentileza conquistando títulos, como aconteceu em todos os clubes que passei. Semana que vem irei ao Corinthians para rever meus companheiros e me despedir oficialmente do clube. Terei que me preparar. Vai ser um momento emocionante por tudo o que passei e pelo carinho que tenho pelo torcedor”, disse Alex, que recebeu a camisa 10.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Seleção Brasileira

 


Em outubro de 2008, Alex foi convocado para a seleção brasileira para disputar as partidas contra a Venezuela e Colômbia pelas eliminatórias, no lugar do lesionado Júlio Baptista. Foi a primeira convocação do jogador para a seleção nacional.

Foi convocado também para o amistoso com Portugal, disputado em 19 de novembro de 2008.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Em 24 de Setembro de 2009, depois de se firmar no time do Spartak Moscou, Alex voltou a ser convocado, desta vez para as partidas finais das eliminatórias sul-americanas contra Bolívia e Venezuela.

 

 

 

 

 

 

 

 

Títulos


Internacional


Campeonato Gaúcho: 4 (2004, 2005, 2008 e 2009)
Copa Libertadores da América: 1 (2006)
Copa do Mundo de Clubes da FIFA: 1 (2006)
Recopa Sul-Americana: 1 (2007)
Copa Sul-Americana: 1 (2008)

 

Dubai Cup: 1 (2008)

 


Artilharia


Internacional


Campeonato Gaúcho: 2008 (13 gols)
Copa Sul-Americana: 2008 (5 gols)


Prêmios


Melhor Meia do Campeonato Gaúcho de 2008
Melhor Jogador do Campeonato Gaúcho de 2008
Chuteira de Ouro do Campeonato Gaúcho de 2008
Trófeu Mesa Redonda: 2008
Prêmio de Melhor Meia Esquerda do Brasileirão: 2008
Prêmio Craque do Brasileirão: 2008

 

 

Publicado por: Murilo Dieguez

 

 

 

 

 

 


Fonte de Pesquisa:

 

Entrevista Exclusiva de Alex para Marcelo Dieguez;

www.foxsports.com.br

globoesporte.globo.com

esporte.band.com.br

www.foxsports.com.br

 

 

 

 

 

 

 

 

Aqui Alex com seu tio Zica de Cornélio Procópio.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fotos= arquivo pessoal de Marcelo Dieguez.

 

 

 

 

 

 

Alex concedeu uma entrevista exclusiva e histórica para o amigo e historiador do futebol Marcelo Dieguez.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Foto= arquivo pessoal de Marcelo Dieguez.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Alex contou toda a história de sua carreira, e no final presenteou o Historiador com uma camisa do Spartak de número 12 e com o nome de Alex escrito em Russo.

 

Que honra para Marcelo Dieguez receber esta linda recordação.

 

 

 

 Aqui o time de Alex, Fábio, Jumar e Alexandro.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Aqui Alex e Alexandro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Foto= www.historiadordofutebol.com.br

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Foto= www.historiadordofutebol.com.br

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Foto= www.historiadordofutebol.com.br

 

 

 

Vejam também o vídeo que fizemos do IV Jogo das Estrelas de Bandeirantes, realizado no dia 26/12/2010, onde Marcelo Dieguez foi convocado para ajudar chamando amigos jogadores, e conseguimos levar 5 jogadores: Guto, Alex quando jogava no Spartak de Moscou, Diego ex-goleiro do Fluminense, Douglas zagueiro que joga na Espanha e Jean que joga no Palmeiras.

Uma verdadeira festa, que nosso amigo Alex participou em um dos times e no outro foi seu amigo Nilmar!!!

 

Assistam: IV Jogo das Estrelas de Bandeirantes>>

 

 

 

 

 

 

Alex concedeu uma entrevista exclusiva e histórica para o amigo e historiador do futebol Marcelo Dieguez.

Alex contou toda a história de sua carreira, e no final presenteou o Historiador com uma camisa do Spartak de número 12 e com o nome de Alex escrito em Russo.

Que honra para Marcelo Dieguez receber esta linda recordação

 

Abaixo a primeira parte da entrevista:

 

 

 

 

 

Abaixo a segunda parte da entrevista:

 

 

 

 

 

 

 

E esta foi a última matéria que fizemos com o Alex após o jogo com o Flamengo em Londrina no dia 15/01/2012.

 

 

 

 

Abaixo Alex Campeão da Libertadores 2012

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Abaixo fotos da camisa do Spartak que Alex presenteou Marcelo em 2010

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Aqui Marcelo e Alex antes do Jogo das Estrelas em Bandeirantes

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

"Alex, você faz parte da história do futebol, e eu seu amigo Marcelo Dieguez, o historiador não vou deixar sua história ser esquecida".

Valeu Alex, e um abraço de seu amigo Marcelo de Paula Dieguez.