Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

CARLOS ALBERTO TORRES E MARCELO DIEGUEZ EM 2009

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Carlos Alberto Torres faleceu nesta terça-feira, dia 25 de outubro de 2016 vítima de um enfarte. Ele estava em casa fazendo palavras cruzadas quando se sentiu mal. O ex-jogador foi levado para o hospital pela esposa. Os médicos tentaram reanimá-lo por 30 minutos, mas ele não resistiu.

 

Marcelo Dieguez conheceu o grande Ídolo em 2002 na Gávea, quando ele era treinador do Flamengo, e depois em 2009 esteve com ele mais 2 vezes, quando teve a honra de gravar em vídeo entrevista exclusiva.

 

Abaixo algumas fotos e textos da carreira do Capita.

 

A copa de 1970 ainda sagraria Carlos Alberto Torres definitivamente depois do último gol da campanha brasileira, fruto de um passe de Pelé, e que fechou os 4 a 1 contra a Itália na final.

Logo após, o jogador teria a honra de levantar a Taça Jules Rimet conquistada em definitivo.

 

 

Em 1977 Carlos Alberto Torres aceitou o desafio de jogar pelo Mais Querido do Brasil.

Aqui o Flamengo de 1977, onde vemos:

Em pé= Cantarelli, Toninho, Rondineli, Carlos Alberto Torres, Vanderlei Luxemburgo e Merica.

Agachados= Osni, Carpegiani, Luisinho Lemos, Zico e Luís Paulo.

Este foi o jogo do dia 07/05/1977 , onde terminou FLA 3 X 0 GOYTACAZ pelo Campeonato Carioca, os gols foram feitos por Zico (2) e Luisinho.

Foto= revista Placar com as 50 maiores formações do Flamengo.

Esta foi a foto que Marcelo Dieguez mostrou ao Capita durante a entrevista.

 

 

 

 

 

 

Durante a entrevista concedida ao amigo Marcelo Dieguez na cidade de Cornélio Procópio no Paraná, Torres respondeu justamente à pergunta sobre a criação do beijo na Taça Jules Rimet: "Realmente Marcelo, fui eu quem criei aquele gesto do beijar a Taça, pois Belini e Mauro já haviam levantado a Taça em 1958 e em 1962, mas por puro instinto da emoção que estava sentindo naquele momento de ganhar aquele título com aquele timaço que é lembrado até hoje e juntando com aquele gol que fiz no final do jogo que beijei a Taça Jules Rimet, demonstrando tudo o que sentíamos naquele momento memorável e histórico. E justamente ninguém pode tirar isto de mim, fui eu que criei o ato de beijar a Taça".

 

 

 

 

Histórico como jogador de futebol:


1964 Fluminense
1965-1970 Santos
1971 Botafogo
1972-1974 Santos
1975-1976 Fluminense
1977 Flamengo
1977 Fluminense
1977-1980 New York Cosmos
1981 Califórnia Surf
1982 New York Cosmos
1964-1970 Seleção Brasileira

Títulos

Pela Seleção Brasileira


• Copa do Mundo: 1970

Fluminense

• Vice-Campeão Carioca de 1963

•Campeonato Carioca: 1964, 1976


Santos

•Campeonato Paulista: 1965, 1967, 1968, 1969, 1973
• Taça Brasil: 1965
• Torneio Rio-São Paulo: 1966
• Torneio Roberto Gomes Pedrosa: 1968


New York Cosmos

•Campeonato Norte-Americano: 1978, 1980, 1982

 

 

 

Títulos


Pelo Flamengo


• Campeão Brasileiro: 1983
• Vice-Campeão da Copa Mercosul de 2001


Estatísticas no Flamengo

Carlos Alberto quando comandou o Flamengo em 2002.

•De 17/04/1983 até 14/08/1983
• De 18/11/2001 até 03/02/2002


Em 1983 foram 26 jogos, com 13 vitórias, 4 empates e 9 derrotas;
Em 2001 foram 6 jogos, com 2 vitórias, 3 empates e 1 derrota;
Em 2002 foram 8 jogos, com 1 vitória, 2 empates e 5 derrotas;

Perfazendo um total de 40 jogos, 16 vitórias, 9 empates e 15 derrotas.

 

 

 

 

 

 

 

 

Duas fotos de Torres e Marcelo Dieguez, sendo que a segunda aparece outro amigo Dr Cláudio.

A entrevista de Carlos Alberto seria a segunda na carreira de Marcelo Dieguez, e acontecida no dia 01/06/2009 no Hotel Midas durante o café da manhã do grande ídolo, e foi um bate papo bem descontraído, em que no final Torres disse a Marcelo: "Marcelo a partir de hoje você está autorizado a dizer que é meu amigo".

 

 

Aqui um dos autógrafos de Carlos Alberto Torres para o amigo Marcelo Dieguez.

 

 

 

 

 

 

 

 

Carlos Alberto Torres ao ir a cidade de Cornélio Procópio no Paraná reencontrou o amigo Marcelo Dieguez, que o conhecera em 2002 quando era técnico do Flamengo, e aceitou conceder uma entrevista histórica e exclusiva para o arquivo que o amigo Marcelo estava ainda na época montando.

 

Marcelo Dieguez e o amigo Carlos Alberto Torres em 2002 no Estacionamento da Gávea, quando o Capita era Técnico do Flamengo.

E À direita=

Torres e Marcelo Dieguez com a camisa do Mengão.

 

 

 

 

 

 

 


"'Carlos Alberto Torres, você faz parte da história do futebol, e eu seu amigo Marcelo Dieguez, o historiador não vou deixar sua história ser esquecida".

 

 

Valeu Capita, fica com Deus abraço de seu amigo Marcelo de Paula Dieguez