Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

 

 

ALEX, ex-ponta de lança do Olímpico de Irati-PR, Operário de Ponta Grossa-PR, Botafogo de Ribeirão Preto-SP, Corínthians-SP, Londrina-PR, Água Verde-PR e Pinheiros-PR.

 

 

Oleska Skorobohaty, ou Alex nasceu em Rakowes, na Polônia, no dia 9 de novembro de 1937.

 

 


Ponta de lança ágil, se destacou em todos os clubes em que jogou devido a sua boa convivência com os companheiros de clube.

 

 


Embora tenha chegado ao Brasil com 7 anos, Alex foi aprender a gostar de futebol nas peladas disputadas nos campos de cultivo de batatas, em Irati, cidade a 130km de Curitiba.

 

 

Se dependesse de seu pai, Alex teria trabalhado em uma oficina de carros, mas ele preferia sempre correr atrás da bola, o que fazia fugindo da oficina aonde trabalhava para treinar no juvenil do Irati e depois no União Olímpico, aonde se profissionalizou.

 

 

No Olímpico jogou de 1956 a 1958.

 


Foi vendido ao Operário, de Ponta Grossa em 1959.

 

 

Os 7 mil cruzeiros de luvas que ganhou nesta transferência, deu a seu pai para mostrar que ganharia mais dinheiro com a bola do que na oficina. 

 

 

Jogou no Operário até 1961, quando foi contratado pelo Botafogo, de Ribeirão Preto.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Seu futebol foi tão admirado em São Paulo que, em 1965, disputou o Torneio Rio-São Paulo pelo Corinthians, aonde sofreu uma grande decepção:


- Conheci o que é o Corinthians, as panelinhas, as fofocas. E vi quanto é diferente olhar um time assim de dentro.

 

 

 

 


Alex voltou então para o Paraná, desta vez para o Londrina, em 1966. 

 

 

 

 

 

 

Foi jogador de destaque no Tubarão devido a sua inteligência e liderança em campo. 

 

 

 

 


Foi comprado pelo Água Verde em 1968, clube que tinha sido campeão paranaense em 1967.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Abaixo o Água Verde de 1969

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Em 1971 o Água Verde passou a se chamar Pinheiros, e Alex continuou jogando pelo clube até 1974, ano em que praticava as funções de técnico e jogador.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Alex tinha como hobby cuidar de passarinhos, paixão que cultivou desde seus tempos de Irati.

 

 

 

 

 

 

 


Faleceu em 26 de maio de 1987, vítima de câncer no pulmão.

 

 

 

 

 

 

 

Publicado por: Murilo Dieguez


Fonte de Pesquisa:

Historiador Luiz Fernando Evaristo

 

 

 

 

 

 

Aqui Alex com seus filhos

 

 

 

 

"Alex, você faz parte da história do futebol, e eu Marcelo Dieguez, O Historiador não vou deixar sua história ser esquecida".