Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

juvenalfotoquadrolondrina2a

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

JUVENAL ex-lateral do Londrina, Corínthians, Comercial de Ribeirão Preto-SP e Internacional-RS

 juvenalfotoquadrolondrina2

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Genaldo Rodrigues dos Santos, o Juvenal, nasceu no dia 8 de setembro de 1942 na cidade de  Palmeiras dos Índios no Estado de Alagoas.

Juvenal foi para Cambé quando tinha 13 anos. O que atraiu a família dele foi o "Ouro Verde", o café.

 

Cambé Atlético Clube

 

Ele começou a carreira de jogador nos juvenis do Cambé Atlético Clube.

 juvenalnocambeatleticoclube1b

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

juvenalnocambeatleticoclube1a

 

 

 

 

 

 

LONDRINA

 

E em 1958 já estava nos juniores do Londrina.

juvenalfotoquadrolondrina2a

 

 

 

Jogava na posição de lateral direito.

No LEC foi profissionalizado e lá foi campeão paranaense em 1962.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Em 1962 o Londrina disputou o campeonato estadual, e para chegar ao triangular decisivo teria que vencer o torneio no norte do estado, e foi o que ocorreu, quando venceu o Apucarana em Curitiba.

No triangular o time se impôs na fase disputada também por Coritiba e Cambaraense, e após vencer o Coxa por 4 x 2 no Couto Pereira se sagrou campeão estadual pela primeira vez.

A escalação do Tuba foi: Zuza, Juvenal, Gabiroba, Berto, Lelo, Luiz Santos, Chinezinho, Gauchinho, Paulo Vecchio, Paulinho e Adamastor. O técnico era Floreal Garro.

 

juvenallondrina1962

 

 

 

 

Abaixo Gauchinho e Juvenal com as faixas de Campeões do Norte do Paraná em 1962 antes de jogar contra o Coritiba.

 

 

 Campeões do Norte do Paraná em 1962

 

 

Campeão Paranaense de 1962

 juvenalnolondrina1962

 

 

 

 

juvenallondrina1962a

 

 

 

 

 

 juvenalcampeao1962

 

 

 

 

juvenallondrina1963a

 

 

 

 

juvenallondrina1963b

 

 

 

 

juvenallondrina1963c

 

 

 

 

 

juvenal01051963londrinaxesportivajacarezinho

 

 

 

 

 

 

juvenallondrina1964a

 

 

 

 

juvenalnolondrinacomjorgescaff1

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

juvenalnolondrina1965

 

 

 

 

juvenalnolondrina1965a

 

 

 

juvenalnolondrina1966a

 

 

 

 

juvenalnolondrina1966fk

 

 

 

juvenallondrina1967

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CORÍNTHIANS

 

Em 1967 ele se transferiu para o Corinthians.

juvenalnocorinthians1

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Juvenal lembra que nesta época quando o Corinthians tinha jogo contra o Santos de Pelé, ele e a maioria dos jogadores não conseguiam dormir direito.

Juvenal foi pouco aproveitado no Timão, mas participou de jogos, porém não marcou gol pelo Corínthians.

juvenalnocorinthians3

 

 

 

 

Vejam os nomes dos jogadores do Corínthians da temporada de 1967

 

Jogadores
Barbosinha, Bataglia, Benê, Clóvis, Dino Sani, Ditão, Édson Cegonha, Flávio, Galhardo, Gilson Porto, Jair Marinho, Jorge Corrêa, Juvenal, Lima, Luís Américo, Luís Carlos, Maciel, Marcial, Marcos, Mendes, Nair, Ney, Nilson Borges, Osvaldo Cunha, Plínio, Prado, Rivellino, Silvio e Tales

 

 

 

Comercial de Ribeirão Preto

Depois da rápida passagem pelo Parque São Jorge, Juvenal acertou com o Comercial de Ribeirão Preto.

juvenalnocomercialribeiraopreto1967a

 

 

 

INTERNACIONAL DE PORTO ALEGRE-RS

 

Em 69, jogou pelo Internacional e depois retornou ao Comercial.

 

MARÍLIA

 

Depois foi jogar no Marília.

 

Abaixo o Marília, o MAC de 1971 - Time campeão do Paulistinha em 1971 e que subiu para o Paulistão. O MAC contava com o meia Prado, que depois foi para o São Paulo, e Ivo Picerni, de Neves Paulista. De pé: Henrique Pereira, Brito, João Luís, Juvenal, Elmo e Raimundinho; agachados: Varlei, Prado, Wilson, Valdemar e Ivo

 juvenalmac1971

 

 

 

juvenalmarilia1971

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Abaixo o Marília, o MAC de 1972 -De pé: José Condeli (diretor), José Ribamar (presidente), Betão, Djalma, Helinho, Henrique Pereira, Juvenal e Raimundinho; agachados: Varlei, Neguito, Nei, Valdemar e Ivo Picerni.

juvenalmac1972

 

 

 

Encerrou a carreira em 73, depois de sofrer várias lesões, jogando pelo Marília.

 

Juvenal vive em Cambé (PR), onde trabalha como professor em escolinhas de futebol da cidade paranaense.

Ele é casado com dona Izabel e é pai de cinco filhos: Cláudia, Chico, Carlão, Renata e Marquinhos (ex-lateral-esquerdo do Botafogo).

juvenalcomafamiliaetrofeudolondrina1

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

juvenalrecebendohomenagem

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

juvenalrecebendohomenagem1

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Juvenal concedeu entrevista em 2017 ao amigo Marcelo Dieguez.

 

 

 

 

juvenalautografandofotoparamarcelodieguez3

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

juvenalautografandofotoparamarcelodieguez1

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

juvenalautografandofotoparamarcelodieguez2

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Abaixo na foto aparecem Marquinho, ( BiCampeão Carioca pelo Botafogo, filho de Juvenal), Marcelo Dieguez e Juvenal

marquinhocambeemarcelodieguezejuvenal2

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Publicado por: Murilo Dieguez

Fonte de Pesquisa:

terceirotempo,

entrevista exclusiva de Juvenal para o site Historiador do futebol

historiadomariliaatleticoclube.blogspot.com.br

 

 

 

 

 

 

Abaixo Marcelo Dieguez e Juvenal

marcelodieguezejuvenal1

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

"Juvenal, você faz parte da história do futebol, e eu seu amigo Marcelo Dieguez, O Historiador não vou deixar sua história ser esquecida".

Um abraço de seu amigo Marcelo Dieguez.