Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

alemaoemarcelodieguezcomacamisadopatobranco1a

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ALEMÃO, ex-atacante do União de Francisco Beltrão, Pato Branco, Operário de Ponta Grossa, Vacaria-RS, Caxias-RS, Coronel Vivida-Pr, Corumbaense-MS, Itabaiana-SE,CRB-AL, Interlages-SC, União Bandeirante-Pr, Toledo.

 

 

 

Wilson Oenig, o Alemão nasceu no dia 12/04/1965 na cidade de Salto do Lontra no Paraná.

Alemão no Pato Branco-PR

Foto=www.historiadordofutebol.com.br

 

 

Aqui em 2 fotos em Pato Branco em 2010.

Foto=www.historiadordofutebol.com.br

 

 


Jogou no União de Francisco Beltrão em 1984 pelo Campeonato Paranaense da Segunda Divisão, onde jogou até o final de 1985, sendo que no clássico contra o Pato Branco fez 3 gols.

 

 

 

 

 

Em 1986 foi jogar no Pato Branco onde foi Campeão Paranaense da Segunda Divisão.

Foto=www.historiadordofutebol.com.br

 

 

 

Foto=www.historiadordofutebol.com.br

 

 

 

 

Foto=www.historiadordofutebol.com.br

 

 

 

 

 

 

Foto=www.historiadordofutebol.com.br

 

 

 

 

Alemão no Pato Branco, aparecendo em pé sendo o quinto da direita para a esquerda.

Foto=www.historiadordofutebol.com.br

 

 

 

 

 

 

Foto=www.historiadordofutebol.com.br

 

 

 

 Pelo Pato Branco também devolveu os 3 gols que fez quando jogava pelo União de Francisco Beltrão em outro clássico para ficar sem rancor das 2 torcidas.

 

 

 

Foto=www.historiadordofutebol.com.br

 

 

 

 

 

 

 

Foto=www.historiadordofutebol.com.br

 

 

 

 

Em 1987 jogou no Operário de Ponta Grossa

 


Depois jogou no Vacaria-RS, Caxias, Coronel Vivida-Pr, Corumbaense-MS, Itabaiana, CSA-AL, Interlages-SC, União Bandeirante-Pr, Tabu de Clevelândia-Pr, Toledo.

 

 

 

Aqui o time de Coronel Vivida, onde vemos Alemão agachado, sendo o quarto da esquerda para a direita, logo após Wagner Bednarek.

 

Foto=Wagner Bednarek

 

 

 

 

Aqui vemos outra do Coronel Vivida, onde Alemão aparece agachado, sendo o terceiro da esquerda para a direita, e logo ao seu lado direito aparece Wagner.

Foto=Wagner Bednarek

 

 

 

Aqui outra foto do Coronel Vivida, onde Alemão aparece agachado, sendo o terceiro da esquerda para a direita.

Foto=Wagner Bednarek

 

 

 

 Foto=www.historiadordofutebol.com.br

 

 

 

 

 Foto=www.historiadordofutebol.com.br

 

 

 

 

 

 

 Aqui Alemão no União Bandeirante, onde ele é o primeiro da direita para a esquerda.

Foto=www.historiadordofutebol.com.br

 

 

 

 

Aqui Alemão e Marcelo em Pato Branco em 2010.

Foto=www.historiadordofutebol.com.br

 

 

Também fez o segundo jogo oficial depois da inauguração do Estádio de Paranavaí.

 

 

Títulos:

 

Campeão Paranaense da Segunda Divisão pelo Pato Branco em 1986;
Campeão da Taça Moura pelo Tabu de Clevelândia;
Campeão Paranaense da terceira Divisão pelo Coronel Vivida;
Vice-Campeão Paranaense da Primeira Divisão pelo União Bandeirante em 1992;
Campeão Matogrossense pelo Corumbaense;
Campeão pelo Itabaiana de Sergipe;
Campeão Alagoano pelo CRB; 
Vice-Campeão Catarinense pelo Interlages.

 

 

 

Publicado por: Murilo de Paula Dieguez

Fonte de Pesquisa:

 entrevista exclusiva de Alemão para o site www.historiadordofutebol.com.br

 

 

 

 

 

 

 

 

Marcelo Dieguez visitou Alemão em Pato Branco, onde concedeu entrevista exclusiva para nosso arquivo e cedeu suas fotos também para ilustrar a sua página.

Aqui Alemão e Marcelo em Pato Branco em 2010.

Foto=www.historiadordofutebol.com.br

 

 

 

 

Aqui Alemão contando sua história para Marcelo em Pato Branco em 2010.

Foto=www.historiadordofutebol.com.br

 

 

 

Aqui Alemão autografando a camisa do Pato Branco para Marcelo em setembro de 2014.

 

Foto=www.historiadordofutebol.com.br

 

 

 

 

 

Aqui Alemão autografando a camisa do Pato Branco para Marcelo em setembro de 2014.

Foto=www.historiadordofutebol.com.br

 

 

 Foto=www.historiadordofutebol.com.br

 

 

"Alemão, você faz parte da história do futebol, e eu seu amigo Marcelo Dieguez, O Historiador não vou deixar sua história ser esquecida".

Um abraço de seu amigo Marcelo de Paula Dieguez.