Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

 

DIRCEU FUNARI, ex- lateral do Clube Atlético Assisense, Associação Atlética Ferroviária de Assis, Palmeiras, Ponte Preta e Comercial de Cornélio Procópio.

Dirceu Funari, nasceu em Assis no Estado de São Paulo, no dia 30/01/1932.

Dirceu com a faixa de Campeão da Série Norte do Paranaense de 1958 pelo Comercial.

 

 

Dirceu começou sua carreira já com 14 anos no Clube Atlético Assisense, sendo que aos 16 anos já jogava no time principal.

 

 

Jogou com o seu irmão Miguel, e ficaram até 1952 quando se transferiu para a Associação Atlética Ferroviária de Assis, por onde jogou por 2 anos.

 

 

 

Dirceu foi para o Palmeiras da capital paulista para fazer um teste, ficou 90 dias jogando nos aspirantes e fazendo excursões pelo Brasil, sendo que lembra-se de ter ido para Santa Catarina.

 

 

Do tempo do Palmeiras, que é seu time do coração ele conta que ficou muito amigo do Jair da Rosa Pinto, que jogou a Copa do Mundo de 1950, e em 1958 esteve com o Palmeiras em Cornélio Procópio para jogar com o Comercial.

 

 

Voltou para Assis, e foi junto com um amigo da família que era dentista para Campinas fazer teste na Ponte Preta, e deu certo pois ficou lá 1 ano, onde lembra de ter jogado com o goleiro Ciasca em 1953.

Aqui Dirceu com a camisa da Ponte Preta em 1953.

 

 

 

Abaixo a Ponte Preta de 1953, onde vemos Dirceu Funari em pé, sendo o primeiro da esquerda para a direita.

 

 

 

 

Quando estava de férias em Assis, seu tio Vicente Funari que morava em Cornélio Procópio disse a ele que o Esporte Clube Comercial precisava de um lateral direito e o levou para lá.

 

 

 

 

No Comercial de Cornélio Procópio Dirceu Funari logo sagrou-se Campeão Invicto da Sério Norte do Paraná.

Acima o Time do Esporte Clube Comercial de Cornélio Procópio com a faixa de Campeão Invicto da Série Norte do Paraná, e a escalcação é, em pé: Arnoldo, Gibi, Pedrinho, Marinho, Orandi, Bocage, Dirceu Funari, Moreira

Agachados: O Técnico Rei (ex-goleiro do Vasco da Gama-RJ), Chuvisco, Joãozinho, Garoto, Nelsinho, Silvinho e Miguelão.

Foto= arquivo Marcelo Dieguez

 

 

 

 

Abaixo outra foto do Comercial recebendo uma premiação de um empresário da cidade, e a escalação é a seguinte: Em pé: Américo, Marinho, Nelsinho, Moreira, Dirceu Funari, Badu, Pedrinho e Gibi.

Agachados: Bocage, Silvinho, Joãozinho, Garoto e Chuvisco.

Foto= arquivo Marcelo Dieguez

 

 

 

 

 

 

Aqui jogadores do Comercial, onde vemos Dirceu Funari, ?, Bocage, Miguel Funari e Garoto.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Aqui vemos o time do Comercial, onde temos somente 7 jogadores na foto.

Em pé: Miguel Funari (irmão de Dirceu), Pedrinho e Garoto.

Dirceu Funari, ?, ?,?

 

 

 

 

E além de arrumar lugar no time, seu tio arranjou emprego para ele como bancário, sendo que chegou bem perto de ser gerente.

Aqui Dirceu Funari, Bocage e Pedrinho.

 

 

 

 

Dirceu deu tão certo no Comercial, que se consolidou em um dos melhores jogadores do time, e também como capitão.

 

 

 

 

Aqui os Campeões do Norte do Paraná de 1961.

Foto= arquivo pessoal de Pedrinho.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Foto= arquivo pessoal de Pedrinho.

Aqui outra formação do Comercial, onde vemos em Pé: Arnoldo, Dirceu Funari, Bocage, Marinho, Gibi, Ondino, ? e Pedrinho.

Agachados: ?, Miguelão, Joãozinho, Garoto, Nelsinho, Silvinho e Procópio.

 

 

 

 

Foto= arquivo pessoal de Pedrinho.

Aqui outra formação do Comercial, onde vemos em pé: Vitão, ?, Dirceu Funari, Ondino, Pedrinho e Baltazar.

Agachados: Vitinho, Vilanueva, Garoto, Moreira e Silvinho.

 

 

 

 

 

Em 1959 o Palmeiras viria de avião disputar um amistoso em Cornélio Procópio, onde temos arquivo de fotos da partida.

Também vieram o Santos, São Paulo e Corínthians disputar partidas amistosas com o Comercial.

Foto= arquivo pessoal de Pedrinho.

Aqui o jogo em que o Santos foi em Cornélio Procópio disputar amistoso com o Comercial, só não veio Pelé.

 

 

 

 

 

Foto= arquivo pessoal de Pedrinho.

 

 

 

Foi conquistando vitórias atrás de vitórias em sua linda carreira, e em um Campeonato foi considerado o melhor lateral direito do Paranaense daquele ano, fato este que está registrado no livro Interior Bom de Bola, do escritor Padilha Alonso.

 

 

 

Na sequência de sua carreira no Esporte Clube Comercial de Cornélio Procópio, onde teve os melhores momentos de sua carreira, sendo Bi-Campeão da Série Norte do Paraná 1958/1961 e Campeão Estadual do Paraná em 1961.

 

 

 

 

 

No Comercial jogou com grandes jogadores, como: Gibi, Nelsinho, Vitão, Arnoldo, Bocage, Pedrinho, Garoto, Silvinho, Joãozinho, Chuvisco, Torquato, Baltazar.

Dirceu agora com a faixa de Campeão Estadual de 1961.

 

 

 

E o time do Comercial era um time difícil de ser batido, sendo que no Campeonato de 1961 perdeu poucas partidas. O técnico do time no título de 1961 era o Raimundão, que fora jogador de basquete e conseguiu sagrar-se Campeão Estadual do Paraná.

Aqui Marcelo Dieguez com as faixas do Comercial de Cornélio Procópio Campeão da Série Norte do Paraná de 1961, e de Campeão Estadual do Paraná de 1961, estas faixas são do amigo e ídolo Pedrinho.

Foto=www.historiadordofutebol.com.br

 

 

 

 

 

 

Abaixo Marcelo Dieguez com a bola do jogo que o Comercial sagrou-se Campeão Paranaense de 1961, com os nomes de todos os jogadores, esta bola é do amigo e ídolo Dirceu Funari.

Foto=www.historiadordofutebol.com.br

 

 

 

 

Abaixo Dirceu Funari e a bola do jogo, de Campeão Paranaense de 1961

Foto=www.historiadordofutebol.com.br

 

 

 

 

 

 

 

Aqui a Flâmula de Campeão Paranaense Série Norte de 1961

Foto=www.historiadordofutebol.com.br

 

 

 

 

 

 

Foto=www.historiadordofutebol.com.br

 

 

 

 

 

 

 

 

Foto=www.historiadordofutebol.com.br

 

 

 

 

 

 

Aqui Garrincha em Cornélio Procópio, com Jairzinho e Dirceu Funari que foi Campeão Estadual Paranaense pelo Esporte Clube Comercial de Cornélio Procópio em 1961.

 

 

Esta entrevista foi muito legal porque Dirceu é sempre atarefado, então foi bem difícil de fazer e principalmente Marcelo fez questão de registrar em vídeo a história do grande lateral direito e capitão do Comercial Campeão Paranaense de 1961.

 

 

E Dirceu é um grande ídolo do futebol paranaense e que cedeu todo seu arquivo de fotos para nosso site, e no final da entrevista ele disse a Marcelo que ficou muito contente pois fazia muito tempo que não era entrevistado e nunca fez entrevista tão completa como esta.

 

 

E Marcelo também ficou muito contente por saber da opinião de Dirceu e também de registrar aquele momento.

 

 

 

 

Dirceu Funari concedeu entrevista exclusiva e histórica ao amigo Marcelo Dieguez em julho de 2010.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Dirceu Funari faleceu na noite de um sábado, 7/08/2016, aos 84 anos de idade e a cidade de Cornélio Procópio perde mais uma de suas grandes figuras, que agora são relembradas através de histórias que jamais serão esquecidas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Publicado por: Murilo Dieguez

Fonte de Pesquisa:

Entrevista exclusiva de Dirceu Funari a Marcelo Dieguez em 2010,

arquivo pessoal de Dirceu Funari

 

 

 

 

 

 

Dirceu Funari e Marcelo Dieguez junto com o pôster do Esporte Clube Comercial, a bola do jogo, a Taça de Campeão Paranaense de 1961

Foto=www.historiadordofutebol.com.br

 

 

 

 

 

 

Abaixo Dirceu Funari e Marcelo Dieguez junto com o pôster do Esporte Clube Comercial, a bola do jogo, a Taça de Campeão Paranaense de 1961

Foto=www.historiadordofutebol.com.br

 

 

 

 

 

"Dirceu Funari, você faz parte da história do futebol, e eu seu amigo Marcelo Dieguez não vou deixar sua história ser esquecida".

Obrigado e um abraço do amigo Marcelo Dieguez.