Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

CLAUDIO MARQUES, ex-lateral e zagueiro do Coritiba-PR, Corínthians-SP, Atlético-PR, Fortaleza-CE, Ceará-CE, Santos-SP.

Edemir Cláudio Marques, o Claudio Marques nasceu na cidadde de Santos (SP) no dia 18 de fevereiro de 1950.

Filho de Ernesto Marques (célebre revelador no Santos), iniciou a carreira no futebol aos 14 anos na categoria infantil do Santos, encaminhado pelo pai , até se mudar para  o Coritiba, quando se profissionalizou.

Na posição de quarto zagueiro e lateral esquerdo, Cláudio entrou para história do futebol paranaenese como integrante do "Maior Coritiba de todos os tempos”, na década 1970 a 1980.

Com o clube, o jogador conquistou oito títulos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Abaixo o Coritiba de Agosto de 1971, em pé Cláudio Marques aparece, sendo o segundo da direita para a esquerda, e no ataque agachados, aparecem: J.N.I., Negreiros, Paquito, Tião Abatiá e Rinaldo

Foto=www.historiadordofutebol.com.br

 

 

 

Aqui no time de 1972:

Pescuma,Hermes,Hidalgo,Célio,Cláudio e Nilo.
Agachados:Leocádio Dreyer,Hélio Pires,Tião Abatiá e Dirceu.


 

 

 


Claudio começou como quarto-zagueiro, para depois passar à lateral-esquerdo e foi o jogador que mais conquistou títulos com a camisa do Coritiba, clube que defendeu entre 1968 e 1975 e 1978 e 1979, acumulando oito campeonatos paranaenses.

 

 

 

Abaixo Campeão pelo Coritiba 1973.

 

 

 

 

Cláudio Marques, está registrado no livro de 100 anos do Coritiba Esporte Clube, como um dos jogadores com maior número de títulos Estaduais conquistados no Paraná.

 

 

 

 

Além de atuar pelo Coritiba, defendeu o Corinthians, sagrando-se campeão paulista em 1977.

Edemir Cláudio Marques, o Cláudio Marques, ex-lateral-esquerdo do Corinthians, de 1975 a 1977.


 

 

 

Já dirigiu o Sinop, do Mato Grosso, e em outubro de 2005, assumiu o comando técnico do Coritiba.



Em 2009 voltou a dirigir o Sinop, saindo no mesmo ano.

Depois foi técnico do Rio Branco de Paranaguá-PR na disputa do Paranaense de 2009 e também trabalhou na Rádio Brasil Tropical, com o capitão Hidalgo (ex-Coritiba e Portuguesa de Desportos).

Em 20 de junho de 2012 foi anunciado como técnico do Fast Clube do Amazonas, equipe classificada para a Copa do Brasil de 2013, para assumir no mês de agosto.

Seu irmão, Pardal, foi lateral do Santos e do Atlético-PR e hoje reside no Guarujá, litoral de São Paulo. Lá, Pardal tem uma distribuidora de ovos.


Um dos  filhos de Cláudio Marques, Cláudio Stringari Marques, é jornalista proprietário da agência de comunicação Central Press, em Curitiba, com inúmeros clientes, em diversas áreas de atuação, principalmente envolvidos com o automobilismo.

O meia Alex (ex-Palmeiras e Fenerbahçe) foi lançado na equipe do Coxa por Cláudio Marques em 1995.

Cláudio Marques também tem uma filha, duas netas (Paola e Marina) e um neto (Enrico).


Antes do Corinthians, Cláudio Marques, irmão do lateral Pardal (também ex-Santos), atuou no Coritiba, clube no qual retornou em 1978. No final da década de 70, Cláudio ainda atuou pouco tempo pelo Atlético Paranaense.

Ele também jogava como quarto-zagueiro e tinha como principal qualidade o chute forte nas bolas paradas. Cláudio integrou o maior time do Coxa de todos os tempos, em 1971, ao lado de Célio, Hermes, Pescuma, Nilo, Hidalgo, Renatinho, Negreiros, Leocádio, Tião Abatiá, Paquito e Rinaldo.

O técnico era Elba de Pádua Lima, o Tim. O time você confere acima (destaque para Cláudio Marques).



Segundo o Almanaque do Corinthians, de Celso Dario Unzelte, Cláudio Marques fez 69 jogos pelo Timão, com 34 vitórias, 21 empates e 14 derrotas. Marcou nove gols, a maioria de pênalti.


Currículo:


1970 a 1975 - 78 a 79: Coritiba Foot Ball Club, pentacampeão de 70 a 75 e 78/79.
1976/77: Corinthians (campeão paulista em 1977).


Como treinador: Bicampeão matogrossense 98/99 pelo Sinop F.C.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Aqui Alex e Claudio Marques

 

 

 

 

Vejam a entrevista exclusiva realizada em 2015

Parte 1

 

 

 

 

 

Parte 2

 

 

 

 

 

Parte 3

 

 

 

 

 

 

Abaixo Claudio Marques autografa 2 fotos no jogo do Coritiba contra o Santos de Pelé, onde Tião Abatiá marca 1 x 0 em 1971

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Publicado por: Murilo Dieguez


Fonte de Pesquisa:

Entrevista Exclusiva de Claudio Marques para O Historiador Marcelo Dieguez;

acervo www.historiadordofutebol.com.br;

terceirotempo.bol.uol.com.br

 

 

 

 

 

 

 

Abaixo Reginaldo Aracheski, Dias Lopes, Claudio Marques e Guilherme dos Helenicos

 

 

 

 

Abaixo Marcelo Dieguez, Dias Lopes, Claudio Marques e Guilherme dos Helenicos

 

 

 

 

 

 

 

 

Abaixo Dias Lopes, Marcelo Dieguez, Claudio Marques e Reginaldo Aracheski

 

 

 

 

 

 

 

"Claudio Marques, você faz parte da história do futebol, e eu seu amigo Marcelo Dieguez, O Historiador não vou deixar sua história ser esquecida".

Um abraço de seu amigo Marcelo de Paula Dieguez.