Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

 

CARRARO, ex-centroavante do Água Verde de Curitiba.


Mário Carraro, o Carraro nasceu em Curitiba-PR, em 14 de dezembro de 1924.

Aqui Carraro com a camisa do Água Verde

Foto enviada pelo Historiador Luiz Fernando Evaristo de Curitiba, vinda direto do álbum de Carraro.

Jogava como Centro avante, e jogou no Água Verde de 1943 até 1951, quando recebeu o prêmio Belfort Duarte por suas exemplares atuações.

Abaixo foto do Time do Água Verde de 1945, onde vemos em pé: Ítalo, Petra, Carraro, Oscar, Tião e Kuco.

Agachados: Servílio, Areu, Duia, Bofinha e Beticu.

Foto=Luiz Fernando Evaristo

Foto=Luiz Fernando Evaristo


Aqui Carraro novamente no Água Verde.

Foto= arquivo www.historiadordofutebol.com.br

Em um jogo contra o Atlético na Baixada, o juiz deu um pênalti a favor do Água Verde, então os dirigentes rubro-negros entraram em campo reclamando da marcação e disseram que se o pênalti fosse convertido, mandariam todos os torcedores saírem do estádio.

O tumulto foi geral, a partida ficou paralisada por 40 minutos até que Carraro foi autorizado para a cobrança.

Fez o gol, se virou para os dirigentes atleticanos e disse-lhes: “Pronto, podem mandar a sua torcida pra casa agora.” 

Foto=Luiz Fernando Evaristo

Outra partida interessante: o Água Verde, no final da década de 50, mesclando profissionais com veteranos, fez um amistoso contra a seleção de veteranos de Minas Gerais, em Belo Horizonte.

Foto= arquivo www.historiadordofutebol.com.br

O juiz, muito tendencioso, dava uma mãozinha ao time mineiro quando o atacante Carraro começou a ficar irritado com aquela situação.

Um jogador mineiro disse-lhe: “Quer irritar o juiz? Chame-o de Bola Nossa.”

Dito e feito, Carraro aproximou-se do juiz e falou: “Esse lateral é nosso, Bola Nossa.”

O juiz, possesso de raiva, aplicou-lhe o cartão vermelho!!!

Então Carraro retrucou: “Se o senhor me expulsar acaba o jogo.

Sou o capitão do time, se eu for expulso levo os outros 10 embora comigo.” Resultado: Carraro permaneceu em campo.

Autógrafo de Carraro para meu amigo Luiz Fernando Evaristo de Curitiba, Historiador do Futebol.

Abaixo uma foto de Carraro com Luiz Fernando Evaristo em setembro do ano de 2010.

Foto=

Luiz Fernando Evaristo

Carraro faleceu no dia 22 de fevereiro de 2011 em Curitiba.

Deixa muitas saudades à família: ele que é filho de Natal Carraro ( ex-Presidente do Água Verde) e de Clarinda Nadalin Carraro, e sua esposa é Dóris Carraro.

E também muitas saudades a todos os amantes do futebol.

 

 

Publicado por: Murilo Dieguez

 

 

Fonte de pesquisa:

Luiz Fernando Evaristo

Aqui Carraro em 2010.

Foto= arquivo www.historiadordofutebol.com.br

 

 

 

 

 

"Carraro, você faz parte da história do futebol, e eu Marcelo Dieguez, O Historiador não vou deixar sua história ser esquecida".